Arquivo do blog

Seguidores

MEDITE

Se a nossa maior necessidade fosse informações, Deus nos teria mandado um pedagogo. Se nossa maior necessidade fosse tecnologia, Ele nos teria enviado um cientista. Se nossa maior necessidade fosse dinheiro, Deus nos mandaria um economista. Mas como nossa maior necessidade era perdão e salvação, Deus nos mandou um Salvador, JESUS CRISTO.

Anderson Bessa - " Teus Olhos "

quarta-feira, 19 de outubro de 2011

PECADO!


Pequei, e agora?


“Quem de vocês estiver sem pecado que atire a primeira pedra”.(Jo.8:7) Essa conhecida proposta dita por Jesus aos fariseus resume bem uma verdade que não podemos negar: todos pecamos. Apesar de regenerados, de obtermos nova vida em Cristo, há ainda a luta diária e constante contra o pecado. Ora o resistimos, ora somos vencidos. Por vezes caímos em pecados infantis, grosseiros e, não poucas vezes, chegamos à mesma constatação do Apóstolo Paulo: o que queremos fazer, não fazemos. Mas o que não é para ser feito, isso fazemos.(Rm.7:20)

Apesar disso, não podemos negar também que essas experiências nos tornam mais maduros e o que se espera é que na próxima batalha, mesmo que a anterior tenha sido desastrosa, estejamos mais fortes e resistentes ao pecado, onde o Senhor diz “Sujeitai-vos, pois, a Deus, resisti ao diabo, e ele fugirá de vós” (Tg.4:7). A questão que quero abordar é a maneira como lidamos com o pecado e confrontar com o que a Bíblia nos recomenda, uma vez que não é raro o caso de cristãos, que experimentaram a verdadeira conversão, prostrados diante da culpa do pecado.

A confissão é o grande inicio para o pecador arrependido. É de se lamentar que essa prática esteja em baixa em nossas igrejas, que priorizam declarações de uma falsa força e poder, com atos e determinações, quando, na verdade, não passamos de débeis pecadores. A introdução de práticas nada bíblicas em nossos cultos tem escondido uma das mais contundentes declarações do Evangelho a nosso respeito e tem dificultado nosso acesso à Graça. Para os que desconhecem sua própria condição, a Graça torna-se sem função. Com isso, o que se vê são crentes desesperados por desempenho, inseguros e temerosos por uma possível queda.

Confessar, antes de tudo, é um exercício de auto reconhecimento e profundo pesar. Nele somos confrontados com nós mesmos. É como a fofoca. No entanto, nele falamos mal de nós mesmos. Nós somos a vítima e os nossos erros, hipocrisia e mentiras são o assunto. Tudo isso perante nós mesmos e Deus. Somos desnudados e toda a máscara cai. Apesar de doloroso, não há meio melhor para o tratamento dos nossos pecados, pois ele gera contrição e a Bíblia nos garante que o Senhor ama isso. E é possível afirmar que o verdadeiro filho de Deus anseia por fazê-lo, pois confia no Pai (Sl 32:3-5) e no seu perdão (1Jo.1).

“O reconhecimento do pecado é o início da salvação” – Lutero

A certeza do perdão é a segunda e mais problemática ação. Eu digo problemática pelo que comumente erramos. Não são poucos os que confessam seus pecados, entendem a destruição que ele provoca, mas deparam-se, com a enorme dificuldade em encontrar refrigério para suas almas. Vivem por tempos de forma melancólica, cabisbaixos e com um terrível sentimento de culpa, tanto perante Deus, quanto perante homens. Há alguns até que pregam esse estilo, como se fosse salutar.

A evidência do perdão não carece de eventos externos, de profetas enviados diretamente ao pecador, de revelações, de tratamentos, de raios, trovoadas ou o que for. Ele provém da Cruz (I Pe.3:18); (2Co.5:21); (Hb.9:12,26). Essa deve ser a visão do filho de Deus. Seu refrigério e regozijo estão no fato de Cristo tê-lo substituído na Cruz, livrado do pecado e garantido perdão. Isso é muito sério, pois está diretamente ligado à nossa comunhão. Se isso não estiver claro, fatalmente o cristão encontrará dificuldades, na caminhada com um relacionamento inseguro e cheio de medos para com o Pai. Essa postura não denota humildade, mas um enorme desconhecimento das garantias que temos em Cristo. “Conhecereis a verdade, e a verdade vos libertará” (Jo.8:32).

O pecado leva o ser humano a sentir vergonha e se afastar do Senhor, como por exemplo, Adão se esconde de Deus por ter pecado. “Ele conhece a nossa estrutura e lembra-se de que somos pó” ( Sl 103:14).

Não há causa sem efeito, muitas atitudes tomadas por muitas pessoas, é em decorrencia do pecado, atitude como mudar de congregação ou, lamentavelmente, o abandono da fé, este último é o caminho para a morte.

O que não podemos perder de vista é justamente o fato de que o Evangelho é para pecadores e seu principal objetivo é a restauração deles, isto é, o retorno à comunhão com o Redentor (Lc 5:31,32); (1Tm.1:15). É compreensível que isso possa levar tempo e envolver pessoas, principalmente as que foram diretamente afetadas pelo pecado de outrem – sim, o pecado individual é um problema do corpo também – mas a restauração do pecador perante os demais deve ser o objetivo principal do corpo em que está inserido. Isso é a aplicação direta da graça. Não podemos nos esquecer de que o maior benefício da Obra de Cristo foi a nossa imediata e plena restauração, com redenção, regeneração e justificação.

O que encobre as suas transgressões nunca prosperará, mas o que confessa e deixa, alcançará misericórdia” (Pv.28:13). Portanto, para você que se encontra estagnado, mesmo tendo confessado e sido perdoado, deixo minha recomendação: siga em frente. Retorne, com a devida orientação e apoio do seu pastor e líder, confiando sua vida a Jesus, às primeiras obras.

Glorifique a Deus, dê testemunho da obra da redenção em você.


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Magno Malta mobiliza comunidade no Dia Nacional de Combate ao Abuso Sexual Infantil

.

Magno  Malta levantou sua bandeira de luta no  Dia Nacional de Combate ao abuso Sexual Infantil
Magno Malta levantou sua bandeira de luta no Dia Nacional de Combate ao abuso Sexual Infantil

Grupos com a camiseta todos contra pedofilia e a Polícia Civil panfletaram na Praça Costa Pereira, ao mesmo tempo, senador Magno Malta (PR/ES) usava os microfones da Rádio Cor da Vida para convocar a população para marcar a data, que lembra o brutal assassinato da menina Araceli Cabrera Crespo, ocorrido em Vitória

Profundo conhecedor da real violência que estupra, mata alma das crianças e tira vida de milhares de meninos e meninas em todo território brasileiro, senador Magno Malta, uniu forças ao delegado Marcelo Nolasco, da Delegacia de Proteção à Criança e Adolescentes e nesta sexta feira, para campanha educativa no centro de Vitória. “Só este ano, no Espírito Santo já foram registrados 2.456 ocorrências contra crianças. Temos que mudar este quadro caótico que destrói lares e ameaça a família”, disse Magno Malta.

Segundo o delegado Marcelo Nolasco, “o apoio do senador Magno Malta é fundamental nesta luta. Foi este parlamentar do Espírito Santo que acordou o mundo para a realidade dos pedófilos impunes, que abusam e matam crianças. A equipe do senador veio junto para as ruas mostrar que tem uma voz forte no parlamento contra esta triste estatística”, frisou o delegado.

A data desta sexta-feira, 18 de maio, marca o Dia Nacional de Combate ao Abuso Sexual Infantil e foi escolhida para lembrar o crime que chocou o Brasil e terminou impune. Há exatamente 30 anos, a criança Araceli, com apenas 8 anos, foi brutalmente assassinada e os suspeitos nunca foram punidos.

Magno Malta passou toda manhã no microfone, entrevistando autoridades, líderes e a população para estimular o cidadão comum denunciar as violências praticadas contra as crianças. “Senhor Governador, secretário de Segurança Pública e juízes estou pedindo mão de ferro contra os pedófilos e assassinos de crianças. Vamos defender nossos filhos, vamos lutar me defesa da família brasileira”, clamou Magno Malta, atual presidente da Frente Parlamentar Mista em Defesa da Família.

Grupo Todos Contra a Pedofilia e Polícia Civil na panfletagem nesta sexta-feira.
Grupo Todos Contra a Pedofilia e Polícia Civil na panfletagem nesta sexta-feira.


O grupo coordenado por Márcia Rodrigues parava os pedestres e entregava cartilha educativa. “Foi uma excelente iniciativa para esclarecer a população e todos receberam bem nossa equipe”, finalizou Marcinha, como é chamada a líder do Grupo Todos Contra a Pedofilia no Espírito Santo.

Fonte:http://www.magnomalta.com/portal/index.php?option=com_content&view=article&id=2600:magno-malta-mobiliza-comunidade-no-dia-nacional-de-combate-ao-abuso-sexual-infantil&catid=20:cpi-da-pedofilia&Itemid=39

Leia os Livros On-line

Postagens populares