Arquivo do blog

Seguidores

MEDITE

Se a nossa maior necessidade fosse informações, Deus nos teria mandado um pedagogo. Se nossa maior necessidade fosse tecnologia, Ele nos teria enviado um cientista. Se nossa maior necessidade fosse dinheiro, Deus nos mandaria um economista. Mas como nossa maior necessidade era perdão e salvação, Deus nos mandou um Salvador, JESUS CRISTO.

Anderson Bessa - " Teus Olhos "

sábado, 22 de janeiro de 2011

REGRAS PARA O DIVÓRCIO

O casamento foi destinado por Deus e tem sido sempre governado por ele.


O que Deus diz sobre o divórcio: As estatísticas de divórcio são assustadoras. Elas refletem falta de respeito, na sociedade moderna, pela vontade de Deus. A prevalência do divórcio entre as pessoas chamadas por Deus é ainda mais alarmante. Lembramo-nos tristemente que muitos que dizem servir a Deus não odeiam o que ele ardentemente detesta (Malaquias 2:16; Apocalipse 2:6).

Apesar dos esforços humanos para esquivar da vontade de Deus, podemos entender e seguir seu ensinamento sobre casamento, divórcio e novo casamento. Considere estes fatos fundamentais
Deus fez o casamento para durar uma vida inteira: A vontade básica de Deus a respeito do casamento permanece inalterada desde o Éden. Jesus baseou seu ensinamento no princípio revelado em Gênesis 2:24 (Marcos 10:6-9). Paulo usou o mesmo princípio, claramente entendido em Romanos 7:2-3. Uma vez que o casamento dura somente até a morte (Mateus 22:30), as pessoas que enviúvam ficam livres para se casarem novamente (veja 1 Coríntios 7:39; 1 Timóteo 5:14).
O divórcio sempre envolve pecado: Em termos gerais, Deus proíbe o divórcio (1 Coríntios 7:10-11). Mesmo nos casos em que ele permite o divórcio e novo casamento (a ser examinado em breve), uma das pessoas pecou contra Deus e o companheiro.
Onde o adultério não está envolvido, a decisão de divorciar é um ato de rebelião contra o Senhor.
Aos olhos de Deus, não há tal coisa como divórcio "sem culpa."
1 João 2:1-2: ".. não pequeis. Se ... alguém pecar, temos Advogado junto ao Pai".

Pecado é errado em 1 João 2:1-2 e a separação é errada em 1 Coríntios 7:10-11.
Jesus condena divórcio e novo casamento: Lucas 16:18 apresenta a regra geral: "Quem repudiar sua mulher e casar com outra comete adultério; e aquele que casa com a mulher repudiada pelo marido também comete adultério." Jesus condenou o que tem se tornado comum em nossa sociedade: a prática de deixar um cônjuge para se unir a outro.
O adultério mencionado aqui é um pecado contínuo que envolve relações sexuais entre pessoas que não têm permissão dada por Deus para coabitar. O pecado não está meramente no ato de fazer um voto de casamento, mas na conseqüente posse de um cônjuge ilícito.
Tão certamente como ladrões, bêbedos e homossexuais têm que cessar suas práticas ímpias, os adúlteros têm que deixar suas relações ilícitas.
As mesmas regras se aplicam geralmente: Outros argumentam que a aliança de Cristo não abrange os descrentes. Diversos fatos bíblicos mostram as falhas deste tipo de argumento. Primeiro, há numerosas passagens que mostram que Deus tem sempre responsabilizado todos os homens por seus princípios básicos de moralidade, incluindo a conduta sexual. No Velho Testamento, Deus freqüentemente julgou os gentios por sua conduta ímpia, incluindo seus pecados sexuais.
Jesus oferece uma exceção: Mateus 5:32 diz: "Eu, porém, vos digo: qualquer que repudiar sua mulher, exceto em caso de relações sexuais ilícitas, a expõe a tornar-se adúltera; e aquele que casar com a repudiada comete adultério." A regra básica é a mesma encontrada em Lucas 16:18 e Marcos 10:11-12. O divórcio geralmente resulta em outros pecados. Mas se um homem se divorcia de sua esposa por causa de infidelidade sexual dela, ele não comete adultério se tornar a casar-se.
Jesus definiu a ordem dos eventos: Jesus falou da imoralidade sexual como razão para divórcio. Um homem que abandona sua esposa por outros motivos, e espera até que ela subseqüentemente tenha relações com outro homem para justificar sua ação, não está respeitando a seqüência e a razão definida pelo Senhor.
Conclusão

Podemos considerar as leis de Deus sobre o casamento rígidas e inflexíveis. Para muitas pessoas, elas apresentam um teste de submissão mais difícil do que a ordem de Jesus a um jovem rico para vender tudo o que ele tinha e dar aos pobres. Seja qual for o sofrimento que sua vontade possa exigir, podemos suportá-lo por 

nossa confiança na eterna bem-aventurança. (Hebreus 12:1-2).

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Magno Malta mobiliza comunidade no Dia Nacional de Combate ao Abuso Sexual Infantil

.

Magno  Malta levantou sua bandeira de luta no  Dia Nacional de Combate ao abuso Sexual Infantil
Magno Malta levantou sua bandeira de luta no Dia Nacional de Combate ao abuso Sexual Infantil

Grupos com a camiseta todos contra pedofilia e a Polícia Civil panfletaram na Praça Costa Pereira, ao mesmo tempo, senador Magno Malta (PR/ES) usava os microfones da Rádio Cor da Vida para convocar a população para marcar a data, que lembra o brutal assassinato da menina Araceli Cabrera Crespo, ocorrido em Vitória

Profundo conhecedor da real violência que estupra, mata alma das crianças e tira vida de milhares de meninos e meninas em todo território brasileiro, senador Magno Malta, uniu forças ao delegado Marcelo Nolasco, da Delegacia de Proteção à Criança e Adolescentes e nesta sexta feira, para campanha educativa no centro de Vitória. “Só este ano, no Espírito Santo já foram registrados 2.456 ocorrências contra crianças. Temos que mudar este quadro caótico que destrói lares e ameaça a família”, disse Magno Malta.

Segundo o delegado Marcelo Nolasco, “o apoio do senador Magno Malta é fundamental nesta luta. Foi este parlamentar do Espírito Santo que acordou o mundo para a realidade dos pedófilos impunes, que abusam e matam crianças. A equipe do senador veio junto para as ruas mostrar que tem uma voz forte no parlamento contra esta triste estatística”, frisou o delegado.

A data desta sexta-feira, 18 de maio, marca o Dia Nacional de Combate ao Abuso Sexual Infantil e foi escolhida para lembrar o crime que chocou o Brasil e terminou impune. Há exatamente 30 anos, a criança Araceli, com apenas 8 anos, foi brutalmente assassinada e os suspeitos nunca foram punidos.

Magno Malta passou toda manhã no microfone, entrevistando autoridades, líderes e a população para estimular o cidadão comum denunciar as violências praticadas contra as crianças. “Senhor Governador, secretário de Segurança Pública e juízes estou pedindo mão de ferro contra os pedófilos e assassinos de crianças. Vamos defender nossos filhos, vamos lutar me defesa da família brasileira”, clamou Magno Malta, atual presidente da Frente Parlamentar Mista em Defesa da Família.

Grupo Todos Contra a Pedofilia e Polícia Civil na panfletagem nesta sexta-feira.
Grupo Todos Contra a Pedofilia e Polícia Civil na panfletagem nesta sexta-feira.


O grupo coordenado por Márcia Rodrigues parava os pedestres e entregava cartilha educativa. “Foi uma excelente iniciativa para esclarecer a população e todos receberam bem nossa equipe”, finalizou Marcinha, como é chamada a líder do Grupo Todos Contra a Pedofilia no Espírito Santo.

Fonte:http://www.magnomalta.com/portal/index.php?option=com_content&view=article&id=2600:magno-malta-mobiliza-comunidade-no-dia-nacional-de-combate-ao-abuso-sexual-infantil&catid=20:cpi-da-pedofilia&Itemid=39

Leia os Livros On-line

Postagens populares