Arquivo do blog

Seguidores

MEDITE

Se a nossa maior necessidade fosse informações, Deus nos teria mandado um pedagogo. Se nossa maior necessidade fosse tecnologia, Ele nos teria enviado um cientista. Se nossa maior necessidade fosse dinheiro, Deus nos mandaria um economista. Mas como nossa maior necessidade era perdão e salvação, Deus nos mandou um Salvador, JESUS CRISTO.

Anderson Bessa - " Teus Olhos "

quinta-feira, 27 de outubro de 2011

Amar é viver alegremente!





Amar é doar sem querer nada em troca!



1ªLeitura: (Êxodo 22:21-27)

“Leis civis e religiosas para defender os fracos, oprimidos, órfãos, necessitados e forasteiros.”

Os judeus, talvez por terem sofrido injustiças e passado por privações durante tanto tempo, desde os trabalhos forçados na escravidão do Egito, até os maus tratos e crueldades no cativeiro babilônico, encheram o coração de revolta e embora a lei não determinasse, cultivavam uma jurisprudência de ódio contra os seus inimigos e não viam com bons olhos a presença de estrangeiros.(Mat. 5:43).

Peregrinos e sem terra, vagavam nômades pelos montes, vales e desertos em busca da terra que Javé havia prometido a eles através do patriarca Abraão. Os sofrimentos, as tribulações e humilhações a que foram submetidos pelos seus opressores forjaram neles um caráter aguerrido, valente e sedento de vingança.

Ao chegarem em Canaã, a Terra Prometida por Deus a Abraão e à sua descendência, encontraram outros povos habitando nela.(Gen.12:7).

Como legítimos proprietários, declararam guerra aos invasores, reconquistaram os espaços ocupados, destruíram as cidades e os patrimônios existentes e se estabeleceram na “Terra que mana leite e mel.”

Depois de passarem tanto tempo como nômades, sob um regime essencialmente teocrático, mudaram para uma semi-democracia tribal, onde os juízes, anciãos do povo e sacerdotes se reuniam para legislar. O povo saíra do nomadismo para o sedentarismo e necessitava de um governo com novas leis e com unidade de comando.

Veio então a monarquia cujo poder emanava do rei, acolitado e aconselhado pelos ricos sob a tutela tácita dos sacerdotes que legislavam em causa própria, deixando os fracos e os pobres sem a proteção da lei, a mercê das injustiças sociais praticadas pelos detentores do poder.

Apareceram, então, os profetas, para denunciar os pecados dos reis, dos ricos e poderosos, advertir os legisladores, exigir direitos e justiça em favor dos fracos e pobres e defender os direitos dos forasteiros.

2ªLeitura: (I Tessalonicenses 2:1-8)

“A verdade é que nunca usamos linguagem de bajulação, nem de intuito ganancioso.”

O profeta Isaías adverte: “Ai dos que decretam leis injustas e de opressão para negarem justiça aos pobres e tirarem os direitos do povo.” E denuncia: “Pelo que o direito se retirou, a justiça se pôs de longe, a verdade anda tropeçando pelas praças e a retidão não pode entrar. Sim, a verdade sumiu e quem se desvia do mal é que vai para a prisão.”(Isaías 10:1 e 59:14 -15).

Como no tempo dos profetas acontece hoje com os poderes executivo, legislativo e judiciário que se mancomunam para oprimir o povo com a conivência tácita ou declarada de líderes de muitas igrejas que vivem de mãos dadas com políticos inescrupulosos usando com eles “linguagem de bajulação com intuito ganancioso” e não raro, eles próprios, exploram e oprimem o povo incauto com promessas falsas e propaganda enganosa, ao contrário do que Paulo, Silvano e Timóteo praticavam na comunidade de Tessalônica.

3ªLeitura: (Mateus 22:34-46)

“Amarás ao teu próximo como a ti mesmo.”

Pastores e líderes que abandonaram o ministério profético; se afastaram da vida simples e modesta dos servidores do povo de Deus e se tornaram ricos e poderosos a custa da extorsão e exploração da religiosidade e ingenuidade de um povo sofrido, crédulo e de boa fé.

Homens e mulheres que não amam o próximo como a si mesmos. Amam somente a si próprios, e vêem o próximo apenas como alguém de quem se pode aproveitar, enganando-o e extorquindo-o.

O verdadeiro amor ao próximo se restringe naquilo que se quer dar a ele de coração e não no que se quer tirar dele sem coração.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Magno Malta mobiliza comunidade no Dia Nacional de Combate ao Abuso Sexual Infantil

.

Magno  Malta levantou sua bandeira de luta no  Dia Nacional de Combate ao abuso Sexual Infantil
Magno Malta levantou sua bandeira de luta no Dia Nacional de Combate ao abuso Sexual Infantil

Grupos com a camiseta todos contra pedofilia e a Polícia Civil panfletaram na Praça Costa Pereira, ao mesmo tempo, senador Magno Malta (PR/ES) usava os microfones da Rádio Cor da Vida para convocar a população para marcar a data, que lembra o brutal assassinato da menina Araceli Cabrera Crespo, ocorrido em Vitória

Profundo conhecedor da real violência que estupra, mata alma das crianças e tira vida de milhares de meninos e meninas em todo território brasileiro, senador Magno Malta, uniu forças ao delegado Marcelo Nolasco, da Delegacia de Proteção à Criança e Adolescentes e nesta sexta feira, para campanha educativa no centro de Vitória. “Só este ano, no Espírito Santo já foram registrados 2.456 ocorrências contra crianças. Temos que mudar este quadro caótico que destrói lares e ameaça a família”, disse Magno Malta.

Segundo o delegado Marcelo Nolasco, “o apoio do senador Magno Malta é fundamental nesta luta. Foi este parlamentar do Espírito Santo que acordou o mundo para a realidade dos pedófilos impunes, que abusam e matam crianças. A equipe do senador veio junto para as ruas mostrar que tem uma voz forte no parlamento contra esta triste estatística”, frisou o delegado.

A data desta sexta-feira, 18 de maio, marca o Dia Nacional de Combate ao Abuso Sexual Infantil e foi escolhida para lembrar o crime que chocou o Brasil e terminou impune. Há exatamente 30 anos, a criança Araceli, com apenas 8 anos, foi brutalmente assassinada e os suspeitos nunca foram punidos.

Magno Malta passou toda manhã no microfone, entrevistando autoridades, líderes e a população para estimular o cidadão comum denunciar as violências praticadas contra as crianças. “Senhor Governador, secretário de Segurança Pública e juízes estou pedindo mão de ferro contra os pedófilos e assassinos de crianças. Vamos defender nossos filhos, vamos lutar me defesa da família brasileira”, clamou Magno Malta, atual presidente da Frente Parlamentar Mista em Defesa da Família.

Grupo Todos Contra a Pedofilia e Polícia Civil na panfletagem nesta sexta-feira.
Grupo Todos Contra a Pedofilia e Polícia Civil na panfletagem nesta sexta-feira.


O grupo coordenado por Márcia Rodrigues parava os pedestres e entregava cartilha educativa. “Foi uma excelente iniciativa para esclarecer a população e todos receberam bem nossa equipe”, finalizou Marcinha, como é chamada a líder do Grupo Todos Contra a Pedofilia no Espírito Santo.

Fonte:http://www.magnomalta.com/portal/index.php?option=com_content&view=article&id=2600:magno-malta-mobiliza-comunidade-no-dia-nacional-de-combate-ao-abuso-sexual-infantil&catid=20:cpi-da-pedofilia&Itemid=39

Leia os Livros On-line

Postagens populares