Arquivo do blog

Seguidores

MEDITE

Se a nossa maior necessidade fosse informações, Deus nos teria mandado um pedagogo. Se nossa maior necessidade fosse tecnologia, Ele nos teria enviado um cientista. Se nossa maior necessidade fosse dinheiro, Deus nos mandaria um economista. Mas como nossa maior necessidade era perdão e salvação, Deus nos mandou um Salvador, JESUS CRISTO.

Anderson Bessa - " Teus Olhos "

quarta-feira, 10 de agosto de 2011

Existe um proposito para minha vida?


Pense assim: se uma pessoa que já creu em Jesus tem todos os seus pecados perdoados e está pronto para entrar no céu, por que Deus a deixa aqui? Porque existe um propósito (ou mais de um). O mais humilde e desconhecido servo de Deus tem um papel importante na obra de Deus neste mundo. 

Pense na menina escrava da mulher de Naamã e o impacto que teve a sugestão que deu à sua patroa sobre quem Naamã devia procurar para ser curado da lepra. A princípio ela não deve ter entendido por que Deus permitiu que o inimigo de Israel a capturasse para servir de escrava (2 Rs 5:2-3). Ou pense no rapaz anônimo que um dia saiu de casa com cinco pães de cevada e dois peixinhos na sacola e parou para ouvir o que Jesus dizia (Jo.6:9). 

Deus pode me deixar aqui porque há coisas que Ele quer que eu aprenda que não poderia aprender no céu, como a Sua fidelidade em cuidar de mim em um ambiente hostil, por exemplo. Ele também me deixa aqui para testemunhar dEle aos outros, porque não foi a anjos que designou para pregar o evangelho, mas a homens. 

Posso ficar aqui também para que minha vida dê testemunho do poder transformador de Deus. Posso ficar para servir de exemplos a outros, e isso inclui ficar aqui com alguma doença incurável, por exemplo. Como as pessoas ficariam cientes de Deus consola o aflito se não existisse nenhum aflito crente por perto? Imagine que você é a tela, as circunstâncias são as tintas e Deus é o pintor. O próprio Senhor explicou isso ao falar do propósito da deficiência do cego de nascença. 

E os seus discípulos lhe perguntaram, dizendo: “Rabi, quem pecou, este ou seus pais, para que nascesse cego? Jesus respondeu: Nem ele pecou nem seus pais; mas foi assim para que se manifestem nele as obras de Deus”. (Jo.9:2-3)

Do mesmo modo como Deus tem um propósito para a vida do crente, Ele tem um propósito para a morte. Deus pode me tirar do mundo por diferentes razões. A pior seria por não servir mais como um testemunho e só ficar atrapalhando aqui. Creio ter sido o caso de Ananias e Safira. É este o "pecado para a morte" de que a Bíblia fala, para a morte do corpo, não na alma. Seria também a "destruição do corpo" de que fala                (1Coríntios 5), caso o homem imoral não se arrependesse, como parece que se arrependeu em 2 Coríntios.

Posso ser tirado do mundo porque minha partida servirá de testemunho a muitos, como aconteceu com Abel. Lembro-me do caso daquela jovem na escola americana (Columbine) cujo testemunho de fé diante de seu assassino, depois contado pelas colegas, acabou levando muitos a crerem em Cristo.

Ou posso ser levado do mundo simplesmente porque "combati o bom combate, completei a carreira, guardei a fé" (2 Tm 4:7), que foi o caso de Paulo. O importante é termos sempre em mente que não devemos desperdiçar nem a vida nem a morte. Minha primeira reação a qualquer situação é: Deus tem um propósito nisto também. E isso inclui todos os problemas que passamos, pois cada um tem um propósito muito definido nos planos de Deus. 

E disse aos seus discípulos: Portanto vos digo: “Não estejais apreensivos pela vossa vida”. (Lc.12:22). “Porque eu bem sei os pensamentos que tenho a vosso respeito, diz o SENHOR; pensamentos de paz, e não de mal, para vos dar o fim que esperais”. (Jr.29:11)

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Magno Malta mobiliza comunidade no Dia Nacional de Combate ao Abuso Sexual Infantil

.

Magno  Malta levantou sua bandeira de luta no  Dia Nacional de Combate ao abuso Sexual Infantil
Magno Malta levantou sua bandeira de luta no Dia Nacional de Combate ao abuso Sexual Infantil

Grupos com a camiseta todos contra pedofilia e a Polícia Civil panfletaram na Praça Costa Pereira, ao mesmo tempo, senador Magno Malta (PR/ES) usava os microfones da Rádio Cor da Vida para convocar a população para marcar a data, que lembra o brutal assassinato da menina Araceli Cabrera Crespo, ocorrido em Vitória

Profundo conhecedor da real violência que estupra, mata alma das crianças e tira vida de milhares de meninos e meninas em todo território brasileiro, senador Magno Malta, uniu forças ao delegado Marcelo Nolasco, da Delegacia de Proteção à Criança e Adolescentes e nesta sexta feira, para campanha educativa no centro de Vitória. “Só este ano, no Espírito Santo já foram registrados 2.456 ocorrências contra crianças. Temos que mudar este quadro caótico que destrói lares e ameaça a família”, disse Magno Malta.

Segundo o delegado Marcelo Nolasco, “o apoio do senador Magno Malta é fundamental nesta luta. Foi este parlamentar do Espírito Santo que acordou o mundo para a realidade dos pedófilos impunes, que abusam e matam crianças. A equipe do senador veio junto para as ruas mostrar que tem uma voz forte no parlamento contra esta triste estatística”, frisou o delegado.

A data desta sexta-feira, 18 de maio, marca o Dia Nacional de Combate ao Abuso Sexual Infantil e foi escolhida para lembrar o crime que chocou o Brasil e terminou impune. Há exatamente 30 anos, a criança Araceli, com apenas 8 anos, foi brutalmente assassinada e os suspeitos nunca foram punidos.

Magno Malta passou toda manhã no microfone, entrevistando autoridades, líderes e a população para estimular o cidadão comum denunciar as violências praticadas contra as crianças. “Senhor Governador, secretário de Segurança Pública e juízes estou pedindo mão de ferro contra os pedófilos e assassinos de crianças. Vamos defender nossos filhos, vamos lutar me defesa da família brasileira”, clamou Magno Malta, atual presidente da Frente Parlamentar Mista em Defesa da Família.

Grupo Todos Contra a Pedofilia e Polícia Civil na panfletagem nesta sexta-feira.
Grupo Todos Contra a Pedofilia e Polícia Civil na panfletagem nesta sexta-feira.


O grupo coordenado por Márcia Rodrigues parava os pedestres e entregava cartilha educativa. “Foi uma excelente iniciativa para esclarecer a população e todos receberam bem nossa equipe”, finalizou Marcinha, como é chamada a líder do Grupo Todos Contra a Pedofilia no Espírito Santo.

Fonte:http://www.magnomalta.com/portal/index.php?option=com_content&view=article&id=2600:magno-malta-mobiliza-comunidade-no-dia-nacional-de-combate-ao-abuso-sexual-infantil&catid=20:cpi-da-pedofilia&Itemid=39

Leia os Livros On-line

Postagens populares